Eu apendi a sorrir, por que chorar já nasci sabendo.
Projota. 


E no meio de tanta gente eu encontrei você. Entre tanta gente chata sem nenhuma graça, você veio. E eu que pensava que não ia me apaixonar, nunca mais na vida. Eu podia ficar feia, só perdida, mas com você eu fico muito mais bonito, mais esperto. E podia estar tudo agora dando errado pra mim, mas com você dá certo. Por isso não vá embora, por isso não me deixe nunca, nunca mais. Eu podia estar sofrendo caído por ai, mas com você eu fico muito mais feliz, mais desperto. Eu podia estar agora sem você, mas eu não quero, não quero.
Marisa Monte    


Claro que eu vou te machucar. Claro que você vai me machucar. É claro que vamos machucar uns aos outros. Mas esta é a própria condição de existência. Para se tornar primavera, significa aceitar o risco de inverno. Para tornar-se presença, significa aceitar o risco de ausência.
O Pequeno Príncipe. 


Eu te quero, sempre quis e vou querer. Quero você por inteiro, da cabeça aos pés, com manias, com as qualidades e também com os defeitos, porque sei que ninguém é perfeito. Quero você de dia, de madrugada. Quero você quente ou frio. Quero os seus braços que se entrelaçam aos meus e me abraçando, fazendo-me sentir segura. Quero seus beijos, os mais doces e ardentes. Quero suas mãos percorrendo meu corpo, me acariciando e me tocando. Quero você na sala, na cozinha, no jardim, na cama, na mesa, no chão. Quero você na primavera, no outono, no verão, no inverno. Quero você hoje, nas terças-feiras, nas quartas também, e em todos os outros dias da semana. Quero você faça chuva, faça sol. Quero você nos melhores dias e nos piores também. Quero você em todos os sentidos, só pra mim, apenas pra mim.
Effectum.


Coisa bonita foi ver um casal de velhinhos de mãos dadas. Quem sabe nós dois um dia?
John Stuartt, doistonsdeamor.   (via doistonsdeamor)


Sei lá, falta você.
Clarice Lispector. (via opostos)